O Projeto

Automat é um álbum instrumental de música eletrônica caracterizado como Progressive Electronic composto pelos músicos italianos Romano Musumarra e Claudio Gizzi. Foi produzido em 1977 e lançado em 1978 pela EMI Itália, por meio do selo Harvest Records.
Todos os sons deste álbum foram gerados pelo “MCS70”, um monofônico sintetizador analógico

Os Autores

Romano Musumarra

Automat foi iniciativa de Romano Musumarra logo depois de aprender sobre o novo instrumento ele propôs a EMI Itália a gravar e produzir um belo álbum de música eletrônica instrumental e embora no momento ser tal projeto considerado arriscado a resposta da EMI Itália foi positiva.

A EMI Itália sugeriu, no entanto, que participasse também o italiano Claudio Gizzi, um compositor mais experiente e que já tinha trabalhado anteriormente com eles.

O trabalho de composição foi dividido:

  • Gizzi contribuiu para o lado A, que encheu com uma longa suíte com três movimentos
  • Musumarra contribuiu para o lado B, que compôs três peças curtas.

Claudio Gizzi

Eles tiveram muito pouco tempo para completar o projeto com apenas quatro semanas no estúdio. Como resultado, a última faixa, Mecadence, ficou um tanto incompleta.

O engenheiro de som encarregado do projeto foi Luciano Torani.

Musumarra continuou a compor música para teclado nos anos 80, com trilhas sonoras, em particular na França, além de trabalhos como produtor.

Por sua vez, Claudio Gizzi, aparece com uma música na veste de arranjador e diretor de orquestra no álbum My Favorites Tones, publicado em 1973 pela lendária etiqueta Picci, além de lançar vários discos sob a alcunha de Jean-Pierre Posit, sendo que a faixa-título do disco Magie D’Amour teve enorme aceitação no Brasil, como trilha sonora da novela Baila Comigo, da Rede Globo, além de tornar-se fundo musical para orações e pregações, especialmente evangélicas.


Magie D’Amour – Trilha sonora da novela Baila Comigo, da Rede Globo

Curiosidades

  • O famoso músico francês Jean Michel Jarre foi a primeira pessoa a obter uma cópia de Automat.
  • Jarre lançou seu primeiro álbum intitulado Oxygene durante a produção de Automat.
  • Mario Maggi fez uma visita a Jean Michel Jarre em seu estúdio em Paris, intermediado por Claude Cavagnolo.
  • Na ocasião Jarre entregou uma cópia autografada de Oxygene a Maggi que em seguida lhe deu uma cópia de Automat.
  • O disco foi lançado somente na Itália e no Brasil.

A mensagem enigmática

Na contra-capa do disco além dos créditos da produção, havia também um pequeno texto enigmático:

In the beginning there was the “MACHINE”
the survival and the organization of the planet depend upon the “MACHINE”
the future and the past depend upon the “MACHINE”… the past?
but who wanted the “MACHINE” ?

Tradução

No início havia a “Máquina”
a sobrevivência ea organização do planeta dependem da “Máquina”
o futuro e o passado dependem da “Máquina” … o passado?
mas que queria que a “máquina”?

  • Esse texto foi inserido pela EMI Itália e os artistas não tem nenhuma relação com ele.
  • Trilha da Globo nos anos 80
  • O tema Droid foi amplamente utilizado pela TV Globo em aberturas de jornais e vinhetas nos anos 80.
  • Todos os sons deste álbum foram gerados pelo MCS70, um monofônico sintetizador analógico

Ouça o disco inteiro

FAIXAS

Lado A – por Claudio Gizzi

  • Automat
    (The) Rise 06:08
    (The) Advance 04:06
    (The) Genus 06:39

Lado B – por Romano Musumarra

  •  Droid 05:25
  • Ultraviolet 06:48
  •  Mecadence 04:21

Total Time: 33:34

Quem fez (A galera)

  • Romano Musumarra – keyboards
  • Claudio Gizzi – keyboards
  • Mario Maggi – sampling
  • Luciano Torani – sound engineer

 

Fontes:

http://enciclopediaprog.blogspot.com.br/2014/09/automat-progressive-electronic-italy.html
http://www.italianprog.com/it/a_automat.htm

DEIXE SUA OPINIÃO

Muito bom você aqui!

Vamos começar bem?

Deixe seu e-mail para enviar atualizações.

Verifique seu e-mail!